Quem escreve

Oi, tudo bem com você? Espero que sim! Sou a Lessie e aqui está minha vida em algumas palavras para quem quiser me conhecer:

Nasci em julho de 1997 em uma cidade no interior de Minas Gerais, num dia gelado, assim como costuma ser os dias de julho. Comecei a estudar com cinco anos e meio, e claro, como ate hoje, meu contato escolar nunca foi lá muito positivo. Pode parecer estranho, mais acredito que a educação (escolar) não vem em primeiro lugar quando se trata de seres humanos. Tenho la meus motivos, mais não quero falar disso, até porque provavelmente vocês não entenderiam, e claro, já devem estar me achando uma louca (o que não deixo de ser). Estudei na mesma escola e com os mesmos colegas a vida toda, exceto por um ano nesse meio tempo que resolvi procurar a felicidade escolar em outro lugar (pelo menos eu tentei!) e tá ai, não deu certo. Voltei a escola antiga, e formei com as pessoas que mais amo em 2015.

Como toda criança, gostava de brincar de veterinária, medica, dentista, andar de bicicleta, de brincar na rua com meus primos e de boneca, claro. Sou filha única, e passei boa parte da minha vida implorando por um irmão. Hoje em dia essa vontade já passou.

Fui feliz 100% na minha vida até descobri que a gente cresce e que as pessoas não ficam do nosso lado para sempre. Minha avó materna, se foi muito cedo. Minha prima mais querida, também se foi cedo demais. Então, acabei descobrindo que a vida tem um fim, e que nunca vamos ser os mesmos quando algo assim acontece. Como eu queria poder parar com isso!

Tenho pai, mãe, tios, tias, primos, primas, amigos e uma avó muito queridos, amo-os de verdade. E ainda tem os animais, no qual não tenho palavras para descrever o amor que sinto por eles. Fora que ainda encontrei espaço no meu coração para um jogadorzinho famoso ai. Passei dois anos inteiros dedicando todas as minhas horas ao meu ídolo. Hoje, vamos dizer que apenas continuo o admirando muito.  Mais não vou falar quem é, ate porque já irritei muita gente com esse assunto (hehe) e fora que todo mundo já teve um ídolo na vida. Mas como fez parte de uma boa parte minha vida, eu  não podia deixar de falar.

Bom, vivo da minha família, cachorros, musica, natureza e ar, claro. Pra mim essas cinco coisas já bastam. Mais as coisas não são tão simples assim, então estou sempre me questionando, fazendo perguntas, dramatizando e reclamando dos problemas, alem de sonhar com um mundo menos imundo e hipócrita, onde todos respeitariam uns aos outros e principalmente os animais. Acredito também que todas as pessoas deveriam vim com um manual de instruções.

Não acredito em finais felizes, príncipe encantado e nem metade da laranja, mas passei a acreditar em horoscopo depois que conheci o blog de uma astróloga. Agora amo ler coisas sobre meu signo e sobre o signo dos outros. Não tenho uma religião definida, mais acredito em Deus e amo ler coisas espíritas e budistas, apesar de ter uma família inteira católica (sou a ovelha negra mesmo). Adoro a vida dos hippie e sonho em viajar o mundo de carona (e se você também deseja isso, me avisa que vamos juntos). Odeio esse rótulo que a sociedade impõe nas pessoas que temos que estudar, passar numa boa faculdade, se formar, trabalhar, casar e ter filhos. O bom da vida é você ser livre para decidir o que bem entender, ser quem você quiser e pintar o cabelo da cor que quiser (muito eu!) sem se importar com o que é certo e errado. Odeio também gente que se acha a ultima bolacha do pacote, gente preconceituosa e gente que não gosta de animais. Porem, aprendi a ouvir o que todo mundo tem a dizer sobre tudo.

Tenho a péssima mania de roer as unhas e sonho em conhecer a India. Amo comer, ando de patins e tenho fobia de insetos. Odeio grude, minha bebida favorita é suco verde (sim!), reclamo da chuva e odeio também o calor. Vivo mudando de opinião e sou muito indecisa. Amo aventuras, parque de diversão e brinquedos radicais. Já fui voluntaria num canil, e parei de comer carne por amor aos porquinhos, vaquinhas, peixinhos e galinhas, e espero conseguir ser vegana. E meus pensamentos não combinam com a cara que Deus me deu. Serio, pareço ser uma pessoa que não sou, além de ouvir todo mundo falando que pareço ter 12 anos, mas eu juro que já posso entrar em baladas sem id falsa.

2 comentários sobre “Quem escreve

  1. Ana Caroline disse:

    Fiquei admirada em como apesar de ainda ser uma garotinha é cheia de ideias e opiniões fortes.

    Achei você super queridinha e inteligente.

    Boa sorte com o blog, irei dar mais uma olhadinha nos post.
    Beijão! 🙂

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s